Logo do Museu para todos

Logo do Museu para todos

Textos de Referência

Educação em museu

Descrição:

Apresentação de Adriana Mortara no 5° Encontro Paulistas de Museus sobre as contribuições do CECA – ICOM para a educação em museus em São Paulo.

Tags: Best Practices. Boas práticas. CECA-ICOM. Educação em museu.

Data: 02/07/2013

Descrição:

Apresenta as diferenças entre o ensino formal e o ensino não-formal.

Tags: Ensino formal. Ensino não-formal. Processo de aprendizagem.

Data: 05/11/2015

Descrição:

“Então, o que isso significa? Como se materializa? Isso significa abraçar a nossa função narrativa com coragem e determinação. Significa reconhecer a urgência por trás do nosso papel como instituições sociais e avançar com ousadia. E significa pensar criativamente sobre como fazemos o nosso trabalho. Às vezes, este é o maior desafio de todos – criar novos modelos de prática, quando ainda estamos amarrados a velhos hábitos mentais. O que veremos a seguir são algumas considerações para pensar criativamente sobre a construção narrativa.”

Tags: Educação em museus. Educação não-formal. Público de museu.

Data: 17/11/2015

Descrição:

Proposição da ideia de Educação Líquida, pressuposto conceitual para as ações do Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Tags: Educação em museus. Educação líquida. Experiência.

Data: 22/09/2015

Descrição:

Apresenta o processo de implantação e os pressupostos conceituais do Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca do Estado de São Paulo. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags: Educação em museu. Educação líquida. Encontro Internacional Diálogos. Experiência. Função educativa do museu. Função social do museu. John Dewey. Jorge Larrosa. Museu integral. Nova Museologia. Zygmunt Bauman.

Data: 20/01/2011

Descrição:

Apostila desenvolvida por Ricardo Rubiales para curso de formação em educação oferecido à equipe de educadores do Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca do Estado de São Paulo. [texto em espanhol]

Tags: Construtivismo. Educação em museu. Experiência. Experiência significativa. Formação do educador. Função do educador. Howard Gardner. Mediação. Processo de aprendizagem. Teoria educacional.

Data: 24/01/2012

Descrição:

“No texto, concebido a partir de uma série de reflexões pessoais por meio de ensaios curtos, apresenta questionamentos e ideias sobre novos paradigmas e desafios do século museu XXI. A museologia de vanguarda, preocupada com a participação ativa do público e com a construção do espaço do museu como um agente de mudança e catalisador social, salienta a necessidade destas ideias no contexto do trabalho diário do museu.” O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre. [texto em espanhol]

Tags: Educação em museu. Função social do museu. Museologia. Teoria educacional.

Data: 20/01/2011

Descrição:

“Esta coleção de e-books sobre o museu = espaços hipertextuais foi criada a partir de uma série de reflexões pessoais em forma de breves ensaios e apresenta questionamentos e ideias sobre os novos paradigmas e desafios do museu no século XXI. A museologia de vanguarda, preocupada com a participação ativa do público e a construção do espaço do museu como um agente de mudança e catalisador social, ressalta a necessidade destas ideias no contexto do trabalho diário do museu.”

Tags: Atividades lúdico-educativas. Educação em museus. Experiência. Experiência significativa. Função social do museu. Jogos. Nova Museologia. Processo de aprendizagem.

Data: 29/09/2015

Descrição:

O texto aborda a necessidade das ações de educação patrimonial e valorização do patrimônio com processo de resguardo de memória e a descoberta de novos significados.

Tags: Educação em museus. Educação patrimonial.

Data: 05/11/2015

Descrição:

“Se quisermos construir um mundo inclusivo e democrático, precisamos redefinir a alfabetização para incluir todas as nossas inteligências e as suas linguagens, e aplicar esse novo entendimento através de métodos de libertação. Precisamos situar a palavra escrita como uma das linguagesn dentre outras que compõem um processo permanente, que podemos chamar de alfabetização cultural. [..] Estou propondo a valorização das outras linguagens e inteligências que usamos intuitivamente o tempo inteiro, transoformando-as em ferramentas cientes de sensibilização, autoleitura, identificação reflexiva e libertação, através de uma pedagogia de autodeterminação.”

Tags: Alfabetização cultural. Diálogo íntimo. Inclusão social. Inteligências múltiplas. Palco comunitário. Processo dialógico.

Data: 20/01/2011

Descrição:

“A participação é uma tentativa de resposta à vontade de contribuir para a democratização da cultura, que não considera existir uma cultura sábia e outra ignorante, e sim que todos podemos ser “autores” capazes de interessar a outros receptores, espectadores, visitantes.

Promover a participação dos visitantes implica a instalação de situações de intercâmbio e a abordagem do conceito de comunidade em toda a sua complexidade. A comunidade diz respeito a qualquer grupo de pessoas que se identificam entre si, que compartilham algo em comum. É um conceito que está em fluxo constante, com alcances diversos.”

Tags: Educação em museus. Educação não-formal. Público de museu.

Data: 17/11/2015

Descrição:

“Ainda temos o velho costume de pensar o museu como um lugar no qual se aprende a partir da arte ou das expressões de cultura, de tal ou qual artista, desta ou de outra escola, da arte deste ou de outro país. Essa é só uma das múltiplas leituras que o museu pode oferecer e, possivelmente, a menos relevante para estes tempos. É interessante conhecer a vida de Van Gogh ou de León Ferrari ou Leonilson e as técnicas que eles utilizaram. Mas é muito mais valioso tentar abrir a obra, assim como abrir a palavra em um livro para encontrar seu sentido profundo. O importante é de que forma, a partir do que o museu nos oferece, podemos aprender a ler o que há em nossa própria vida, na existência compartilhada, na convivência neste planeta. E, de maneira muito especial, aprender a ler a riqueza que há na diferença: essência da convivência.”

Tags: Educação em museus. Educação não-formal. Público de museu.

Data:

Descrição:

“De que maneira um museu, nos dias de hoje, deve se relacionar com o público? Que público vai ao museu e quais os modos de apreensão que estão envolvidos no contato com a obra de arte, num mundo tão “contaminado” pelos meios de comunicação?” A partir destas indagações, o autor discorre sobre as relações entre o conhecimento erudito, a vida cotidiana e as diferentes mídias. DIÁLOGOS ENTRE ARTE E PÚBLICO, p 98.

Tags: Comunicação de massa. Comunicação museológica. Cultura midiática. Públicos de museu.

Data: 15/04/2010

Descrição:

“Escrever sobre o papel mediador do professor é isolar um dentre tantos aspectos que envolvem o ato de ensinar. Por esse motivo, optei por apontar uma série de questões acerca dos papéis assumidos pelo professor, de sua atuação cotidiana e das particularidades da atividade docente, sem a pretensão de esgotar qualquer desses assuntos. Neste artigo, indico apenas alguns caminhos para a prática docente em artes, seja em sala de aula, seja em espaços expositivos.”

Tags: Ensino da arte. Ensino formal. Formação de professores. Mediação. Processo de aprendizagem.

Data: 05/11/2015

Descrição:

“Quais são as ligações entre as comunidades e as coleções? Será que a comunidade sikh se interessa somente por exibições e objetos relacionados aos sikhs? Como podemos manter relações com essas comunidades após o término da mostra? Levantamos, também, outras questões relacionadas à igualdade, como classe, deficiência e gênero, e como esses aspectos interagem. E as comunidades que não possuem coleções? Não há no Victoria & Albert Museum uma Galeria da África, por exemplo, embora exista alta proporção de pessoas de ascendência africana no Reino Unido.

Para nos aprofundarmos em algumas dessas questões, recebemos financiamento do Heritage Lottery Fund para um projeto de 3 anos, o Capacity Building and Cultural Ownership – working with culturally diverse communities (Programa de Capacitação e Propriedade Cultural – trabalhando com comunidades culturalmente diversificadas).”

Tags: Educação em museus. Educação não-formal. Públicos de museu.

Data: 17/11/2015

Descrição:

Museus são primeiramente e, antes de qualquer coisa, instituições educativas que ganham sentido e identidade através da interação entre os visitantes e os conteúdos. Nessa perspectiva, o autor defende a construção de uma teoria de educação progressista democrática em museus, que considere os objetivos e as práticas específicas da educação, apoiada na teoria educacional de John Dewey. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags: Democracia progressita. Educação em museus. Encontro Internacional Diálogos. Função educativa do museu. John Dewey. Teoria educacional. Teoria educacional democrática progressita.

Data: 20/01/2011

História da Arte e Estética

Descrição:

Este texto busca apresentar Fim de romance, 1912, de Antonio Parreiras, e compará-la com o período romântico da literatura brasileira a partir da análise dessa pintura que atualmente faz parte da exposição Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo.

Tags: Arte Brasileira. Literatura Brasileira. Livros Didáticos.

Data: 02/12/2015

Descrição:

“A apresentação aborda o processo de construção e implementação do projeto da exposição “Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo”. Coloca-se em discussão a elaboração da mostra de um acervo museológico, analisando-a a partir de diversos pontos de vista: da metodologia colaborativa de trabalho, da constituição de uma narrativa arte-histórica, do desenho expográfico, conteúdos textuais e recursos educativos, entre outros.”

Tags: Coleções Brasil século XXI. Exposições Brasil século XXI. Museus Brasil século XXI.

Data: 05/11/2015

Descrição:

“Não, caro leitor. Este texto não pretende responder a questão ‘o que é arte?’. Ao menos, não de forma definitiva. Este texto é um convite para pensarmos juntos a respeito daquilo que, hoje, chamamos de arte e, por consequência, de que forma se dá essa operação.”

Tags: Alfred Gell. Conceito de arte. Era da arte. Era da imagem. Hans Belting. Renascimento. Teoria Estética. Teoria Institucional. Teoria Interpretativa.

Data:

Descrição:

Texto de apresentação do catálogo da exposição “100 anos de arte paulista”, que contempla obras que cobrem os cem anos de existência da CPFL – entre 1912 e 2012 –, celebrando assim as trajetórias paralelas entre essa instituição e a Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Tags: Arte Brasileira. CPFL. Exposições.

Data: 02/12/2015

Descrição:

Os autores Hamilton Faria e Pedro Garcia trazem para o debate questões como arte e realidade social, econômica, política e cultural; multiculturalidade e identidade cultural; o papel do artista na sociedade e o direito de todos à cidadania cultural. A proposta é que todos devam ser criadores e fruidores de arte. PÓLIS – O REENCANTAMENTO DO MUNDO, pp 124 – 126.

Tags: Arte-Sociedade. Direitos Culturais. Identidade Cultural. Multiculturalidade.

Data: 15/04/2010

Jogos

Descrição:

“O que caracteriza um jogo? Qual a especificidade dos jogos digitais? É possível ser jogo e, ao mesmo tempo, educativo? Podem os jogos favorecer os processos de apropriação e produção de conhecimentos em qualquer área do saber? Crianças aprendem brincando? Partindo destas questões mais amplas, este texto busca problematizar os usos, limites e potencialidades dos jogos digitais desenvolvidos por instituições culturais e educativas.”

Tags: Atividades lúdico-educativas. Educação-Cultura. Educação-Sociedade. Games. Jogos. Jogos Digitais. Jogos educativos.

Data: 18/08/2015

Projetos desenvolvidos em outras instituições

Descrição:

Apresenta as ações da área de educação do Itaú Cultural. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags: Educação em museu. Encontro Internacional Diálogos. Itaú Cultural. Mediação. Programa Rumos Educação. Programas Educativos.

Data: 20/01/2011

Descrição:

Reflexão sobre os processos de diálogo com a arte que acontecem no Instituto Tomie Ohtake e na Curadoria Educativa da 29ª Bienal de São Paulo. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags: Bienal de São Paulo. Curadoria educativa. Educação em museu. Encontro Internacional Diálogos. Instituto Tomie Ohtake. Programas Educativos.

Data:

Descrição:

Trata dos processos curadoria educativa na construção de um Setor Educativo e aponta boas práticas para os processos educativos em museus, através de exemplos do Museu da República. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags: Best Practices. Boas práticas. Curadoria educativa. Educação em museu. Encontro Internacional Diálogos. Museu da República. Programas Educativos.

Data:

Descrição:

Informe final do IV Simpósio: Líderes Culturales por el Desarollo, realizado no Museu de Antioquia, em 08, 09 e 10 de fevereiro de 2012, na cidade de Medellín, Colômbia.

O tema deste Simpósio foi “o território como expressão da cultura”. [texto em espanhol]

Tags: Cultura. Gestão Cultural. Líderes Culturais. Museo de Antioquia. Patrimônio Cultural. Território.

Data: 28/09/2015

Descrição:

Apresenta o espaço de cultura Santander Cultural, sua função educativa e estratégias de mediação. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags: Educação em museu. Encontro Internacional Diálogos. Experiência. Programas Educativos. Santander Cultural. Vivência.

Data: 20/01/2011

Descrição:

Aborda os pressupostos e as práticas educativas do Instituto Inhotim. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags: Educação em museu. Encontro Internacional Diálogos. Experiência. Formação de professores. John Dewey. Mediação. Programas Educativos. Público escolar.

Data:

Descrição:

Informe final do IV Simpósio: Líderes Culturales por el Desarollo, realizado no Museu de Antioquia, em 08, 09 e 10 de fevereiro de 2012, na cidade de Medellín, Colômbia. O tema deste Simpósio foi “o território como expressão da cultura”. [texto em espanhol]

Informe final del IV Simposio: Líderes Culturales por el Desarollo, realizado en el Museo de Antioquia, en 08, 09 y 10 de febrero de 2012, en la cidad de Medellín, Colômbia. El tema de este Simposio fue “el territorio como una expresión de la cultura”. [En español]

Tags: Cultura. Gestão Cultural. Gestión Cultural. Líderes Culturais. Líderes Culturales. Museo de Antioquia. Patrimônio Cultural. Território.

Data: 18/09/2012

Descrição:

Apresenta a Coordenação dos Programas Educativo-Culturais do Museu do Homem do Nordeste. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags: Educação em museu. Encontro Internacional Diálogos. Fundação Joaquim Nabuco. Inclusão sociocultural. Museologia Social. Museu do Homem do Nordeste. Programas Educativos.

Data: 20/01/2011

Descrição:

Apresentação da Área de Investigação e Extensão Educativa do Museu Thyssen-Bornemisza (Madrid, Espanha). O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.  [Texto em espanhol]

Presentación del Área de Investigación y Extensión Educativa del Museo Thyssen-Bornemisza (Madrid, España). El texto fue publicado para el Encuentro Internacional Diálogos en Educación, Museos y Arte , que se celebró en 2010 en la Pinacoteca del Estado de Sao Paulo y Santander Cultural en Recife y Porto Alegre. [en español]

Tags: Educação em museu. Educación em museo. Encontro Internacional Diálogos. Museo Abierto. Museo y internet. Museu Aberto. Museu e internet. Programas Educativos. Públicos de museu. Públicos del museo. Thyssen-Bornemisza.

Data:

Leitura de imagem e percepção

Descrição:

Em entrevista concedida ao arte-educador Anderson Pinheiro, o cientista social e antropólogo Eduardo Duarte, com atuação nas áreas de epistemologia, cinema, comunicação e fotografia, comenta questões relativas à educação, mediação e foca, especialmente, a importância da corporificação de uma experiência. DIÁLOGOS ENTRE ARTE E PÚBLICO, P 35.

Tags: Corporificação. Entrevista. Experiência estética. Formação do educador. Função do educador.

Data: 15/04/2010

Descrição:

“O artigo discute os resultados de uma pesquisa cujo objetivo foi conhecer o processo de desenvolvimento da compreensão estética visual de alunos, em função de uma exposição sistematizada a atividades de leitura e discussão estética durante os oito anos da Educação Fundamental, numa mesma turma, em estudo longitudinal. Compara a compreensão estética dos alunos do grupo experimental com a de alunos do grupo controle, apresentando trechos dos diálogos realizados frente às obras e às imagens. Defende a introdução da discussão estética em sala de aula, desde as séries iniciais, respeitando e valorizando as idéias e teorias intuitivas que os alunos trazem, criticando as abordagens de leitura de imagens vigentes, normalmente de cunho formalista.” EDUCAÇÃO E REALIDADE, p 49.

Tags: Compreensão estética. Educação estética. Ensino da arte. Ensino formal. Público escolar.

Data:

Descrição:

Considerações sobre o papel do mediador/educador em museus e galerias identificando-o como aquele que oportuniza leituras críticas e significativas de obras de arte – entendidas como campos de estudos transdisciplinares e multireferenciais – estimulando a construção coletiva do conhecimento. DIÁLOGOS ENTRE ARTE E PÚBLICO, p 59.

Tags: Leitura de imagem. Mediação. Processo de aprendizagem. Vygotsky.

Data:

Descrição:

Em forma de entrevista, os autores Nina Velasco Cruz e Anderson Pinheiro,  dialogam sobre a verdade da obra de arte, as diferentes maneiras de ver, contextos de produção e apreciação da obra, a relação sujeito-objeto. DIÁLOGOS ENTRE ARTE E PÚBLICO, p 63.

Tags: Entrevista. Hélio Oiticica. Lygia Clark. Recepção da imagem. Relação sujeito-objeto. Walter Benjamin.

Data: 14/06/2010

Descrição:

“O artigo aborda a cidade como possibilidade educadora, reforçando o papel da leitura de imagens na escola. A partir da cidade de Antônio Prado, RS, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o texto propõe a leitura da cidade em que a criança e o adolescente vivem como via de acesso para compreender e preservar não só o patrimônio público, mas a vida, visando à construção de um futuro menos predatório, mais crítico, sensível e amoroso. Nesta discussão, também é abordada a concepção de cidade desde Atenas e como se dá, na atualidade, a relação dos corpos humanos com os espaços urbanos, através de ações cotidianas como o morar, o caminhar e o conversar”.

Tags: Educação patrimonial. Ensino da arte. Escola-Cidade. Leitura de imagem.

Data: 15/04/2010

Descrição:

A autora expõe inquietações sobre algumas publicações que subsidiam as atividades de leitura de imagens em sala de aula, especialmente aquelas voltadas ao público infantil. Questiona alguns procedimentos que costumam ocorrer no trabalho da leitura visual e na construção do pensamento estético, valorizando o papel do professor como mediador competente. DIÁLOGOS ENTRE ARTE E PÚBLICO, p 73.

Tags: Educação estética. Ensino da arte. Ensino formal. Leitura de imagem. Mediação estética.

Data:

Descrição:

“Como estimular o encontro com a obra?” A autora expõe neste texto algumas reflexões sobre essa questão.

Tags: Educação estética. Ensino da arte. Ensino formal. Leitura de imagem. Mediação estética.

Data: 20/01/2011

Público Infantil

Descrição:

Em formato de notas, a autora aborda questões sobre a frequência de famílias com crianças em museus, com enfoque nas ações de formação de públicos em museus de Arte Contemporânea. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags: Cultura visual. Educação em museu. Encontro Internacional Diálogos. Formação de público. Museu de arte contemporânea. Público infantil.

Data:

Descrição:

A autora apresenta um breve panorama conceitual para se abordar as relações entre crianças e museus e, a partir de então, esboçar algumas tramas possíveis entre eles. O texto foi publicado para o Encontro Internacional Diálogos em Educação, Museu e Arte, realizado em 2010 na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Santander Cultural de Recife e Porto Alegre.

Tags:

Data:

Visita Educativa

Descrição:

Considerações sobre o papel do mediador em espaços expositivos, com foco na importância e no respeito que deve ocorrer na interação entre os “mundos do mediador e os do visitante”, num processo participativo que transforme a visita ao museu em uma verdadeira experiência. DIÁLOGOS ENTRE ARTE E PÚBLICO, p 41.

Tags: Experiência. Função do educador. Mediação. Públicos de museu. Visitas educativas.

Data: 15/04/2010

Descrição:

O interesse cultural se insere no âmago do desejo que motiva o turista, incentivando-o a desbravar, conhecer e fruir outras culturas. Nesse sentido, o texto aborda a relação entre turismo e museus no Brasil, com foco na Pinacoteca do Estado de São Paulo e suas ações educativas.

Tags: Educação em museus. Turismo. Turismo cultural.

Data: 17/11/2015